sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

FLORENÇA - ITÁLIA

Pela importância do local, Florença deveria ser um capitulo a parte. Portanto vou postar a minha primeira impressão desta cidade maravilhosa, onde tive a oportunidade de visitar duas vezes - e voltaria quantas mais fossem necessárias - e com certeza aos poucos irei editando e colocando novos comentários. Isso se dá pelo fato de Florença ser um local onde cultura brota em todos os cantos da cidade.


Rio Arno
 Florença é considerada a cidade mais importante da região da Toscana, tem pouco mais de 350 mil habitantes e é considerada o berço da Renascimento Italiano e com certeza uma das mais belas cidades do mundo. Com locais maravilhosos para se visitar, destacam-se os museus, as pontes e os Palácios.
A Ponte Velha ou "Ponte Vecchia" é a mais famosa. 


Ponte Vecchia - "Ponte velha"
 Para visitar o centro nervoso da cultura, recomendo hospedar-se num hotel próximo ao centro, assim você não precisa de carro - dá para ir praticamente tudo a pé, pois se você ficar mais afastado, os hotéis são mais baratos, porem precisará de um carro, e achar um local para estacionar, que é muito difícil, ou de taxi que te deixará próximo. Estando lá arranje um mapa da cidade e com muita disposição, inspire-se no instinto desbravador que há dentro de você e vasculhe cada canto da cidade, entre nas suas ruelas, becos, etc; com cafés, restaurantes, museus e palácios maravilhosos - muitos desses mediante pagamento - a grande maioria vale a pena. Não deixe de conhecer.


Cidade natal de Dante Alighieri, que escreveu o poema - A Divina Comédia, ele faz varias menções à cidade em seus 100 contos que compõe o famoso texto, além de outros que por ali passaram como Michelangelo, Leonardo da Vinci, Boticcelli e Donatello.


O Palácio de Medici que leva o nome da família que governou a cidade por muito anos, é um local que deverá estar no roteiro de todo turista "ou viajante".
Reserve algum tempo para visitar o museu dell"Accademia onde se encontra a estatua de Davi, esculpida por Michelangelo. - Dentro desse museu você não poderá tirar foto, tanto que esta que está aqui nesse blog eu a baixei na internet. 

Estátua de Davi
Dependendo da época, dia e horário, prepare-se para enfrentar longas filas. Normalmente aos domingos é mais procurado para visitação. Existe um sistema de ingresso com valores maiores que você pode determinar a hora que você quer visitar. Informe-se antes de ir até o local. Dentro do museu você poderá apreciar inúmeras obras, poderá ver também os esboços que Michelangelo fez da estatura de Davi que não deram certos e ficaram inacabados.


A obra, antes de ir para o museu dell'Accademia, permaneceu exposta por muitos anos em frente ao Palazzo Vecchio, e foi muito criticado pois estava sofrendo ação do tempo, sendo removido posteriormente para local onde está hoje.
É comum encontrar pela cidade artistas anônimos pintando, esculpindo ou fazendo trabalhos no chão.

Obra em 3D feita com areia
Não deixe de visitar a Confeitaria Gilli fundada em 1733.

Confeitaria Gilli - desde 1733
Há uma infinidade de Palácios que pertenciam às famílias que moravam em Florença, dentre eles se destacam :
- Palácio Velho
- Palácio Pitti
- Palácio Strozzi

Lista completa dos Palácios.

Outro lugar obrigatório para conhecer é a Igreja de Santa Maria del Fiore - a Catedral de Florença. Tendo sua pedra fundamental lançada em 1296, ela somente foi concluída 600 anos depois, no século XIX. Tendo sido interrompida ao longo desses 600 anos por diversos fatores - surtos de pestes que dizimaram a população e dificuldade em transportar enormes quantidades de materiais que vinham da vizinha Carrara. Porem a dificuldade maior vinha da ousadia do projeto arquitetônico elaborado por Filippo Brunelleschi. Com 45,5 metros de diâmetro e 114,5 metros de altura, tinha o desafio de ser construída sem contrafortes externos, para diferenciar dos moldes da Catedral de Milão. Ou seja, os tijolos eram colocados de uma maneira que se auto sustentavam. 
A catedral possui 463 degraus construídos do lado interno da cúpula, que torna essa visita obrigatória e emocionate para os turistas "ou viajantes" que por ali passam todos os anos.



Vista aérea da Catedral Santa Maria del Fiore

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

PÁDUA - ITÁLIA

Entre os santuários do mundo, como está provado há muitos séculos, tem uma particular importância a Basílica dedicada a Santo Antônio, em Pádua – Itália; nela, como todos sabem, conserva-se o corpo do grande Pregador e Taumaturgo Antônio de Lisboa, que é venerado com o nome  da “Santo Antônio de Pádua”; lá acorrem em peregrinação  numerosas multidões da Itália, da Europa e de todas as partes da Terra; desde os primórdios, a Basílica foi zelada com grande amor pelos Frades Menores Conventuais.
Basílica de Santo Antonio
Assim estabelecemos e declaramos Santuário Internacional a Basílica que em Pádua é dedicada a Deus em louvor de Santo Antônio, Sacerdote e doutor da igreja, e cuja particular importância é bem manifesta pelo grande numero de peregrinos que ali acorrem continuamente de toda parte, levados pela sua grande devoção.
Papa João Paulo II.  da Constituição Apostólica “Memórias Sanctorum” de 12 de junho de 1993”.
A basílica de Santo Antônio é uma das grandes metas de peregrinação no mundo. Todos os anos, milhões de peregrinos de todos os países ali param para viverem um “tempo privilegiado do espirito” na oração e reflexão.

O altar Maior (Altar-Mór). Dominado pelo Crucifixo ao centro do altar e pelas outras imagens em bronze da autoria de Donatello, é o coração da Basílica. Faz lembrar as palavras de Jesus que encontramos no Evangelho. “quando for levantado sobre a Terra, atrairei todos a mim”.
Altar-Mór
Capela do Santíssimo Sacramento. Local onde se conserva a Eucaristia e se adora Cristo presente no sinal do Pão.
Túmulo de Santo Antônio. Ali repousam há mais de sete séculos os restos mortais de frei Antônio, perfeito imitador de Cristo, anunciador incansável do Evangelho. É o lugar onde convergem os fiéis com os seus sofrimentos e as suas esperanças; confiam-nas ao Santo que intercede junto ao Pai.
Capela das Relíquias. Conserva as recordações da vida do Santo, particularmente venerada é a relíquia da Língua e das cordas vocais incorruptas.
Túnica de Santo Antonio
A Basílica de Santo Antônio é sem dúvida o complexo arquitetônico mais famoso e rico da cidade de Pádua. A Construção teve início logo após a morte de Santo Antônio, ocorrida em 13 de junho de 1231. Edifício admirável pela junção harmônica de vários estilos ( romântico, gótico, veneto-oriental, barroco), a Basílica do Santo enriqueceu-se ao longo dos séculos com grandes obras de arte.
Vista da frente da Basílica
Considerado o Santo casamenteiro pelos católicos, lá é o local ideal para fazer suas preces para arranjar um bom casamento.Nos arredores da Basílica existem locais muito bonitos para se visitar, além de ótimos restaurantes. Reserve um tempo para caminhar pela cidade e apreciar sua bela arquitetura.



Conheça mais de Pádua visitando o site http://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%A1dua